O que é front-end?

Vamos lá: quer aprender o que é front-end? A baleia te ensina!

A construção de um site se faz por partes. Vez ou outra a gente fala com um desenvolvedor que diz “eu só toco o front”. Pois é... Front-end é toda a parte da apresentação visual de um site. A forma como o conteúdo se apresenta na tela, a estrutura hierárquica das informações e a aplicação do design para a exibição das informações. O documento apresentado pelo browser (ou navegador) é criado com HTML, e as transformações visuais com CSS. Essa é uma forma muito resumida de apresentar as ferramentas, mas basicamente esse é o nosso kit de trabalho.

Além da apresentação visual do conteúdo, o desenvolvedor front-end também é responsável por uma variedade de ações para fazer com que o conteúdo alcance o seu potencial máximo.  

No front-end é onde pensamos no S.E.O. (search engine optimization) e como vamos organizar nosso conteúdo para conseguir nos posicionar melhor nos navegadores - ou seja, como aparecer com mais destaque quando as pessoas fazem buscas como no Google, por exemplo. Também temos que pensar em como nosso conteúdo está estruturado para que ele seja acessível para todos os usuários. E já que estamos pensando na apresentação, temos que pensar que nosso conteúdo tem que estar disponível para quem acessa nosso site no computador ou no celular, tudo hoje tem que ser crossbrowser. Hum? É isso aí, o conteúdo deveria ser acessado numa boa por diferentes browsers/navegadores.  

Por outro lado, nada pode ser feito deixando de lado a performance do nosso site. Se o conteúdo não for apresentado em um tempo razoável para os usuários, boa parte deles vai desistir do site. Vai dizer que você teria paciência de aguardar 1 minuto para um site abrir? Duvidamos :)

E se quisermos avançar no desenvolvimento, podemos mergulhar fundo no mundo do Javascript, das animações com CSS3, no design responsivo e outros tantos temas que estão circulando essa área. Em breve vamos falar mais dele...

Como o front-end se insere no ambiente de desenvolvimento - front / back?

Na equipe de desenvolvimento, um sistema passa por 3 momentos muito importantes. O primeiro é o de planejamento e design do sistema. Precisamos pensar em como as informações serão organizadas, bem como quais cores e elementos visuais farão parte do layout do site. E mais: como serão as interações entre as páginas e conteúdos e tudo que envolve a criação de uma identidade para aquele sistema.

Muito bom, o design está criado... E agora? Aí chega a hora do desenvolvedor front-end transformar aqueles desenhos em “realidade”. É dele a responsabilidade de converter aquilo que era a apresentação visual do sistema na parte do site com a qual os usuários vão interagir. Ele é quem decide como marcar o conteúdo da página, como implementar o estilo criado pela equipe de design e como trabalhar o conteúdo para se comportar com todas as restrições que mencionamos há pouco.

Por fim, a equipe de back-end entra em jogo para resolver como o sistema vai realmente funcionar: como as informações serão salvas no banco de dados, como os usuários vão acessar essas informações e como os servidores vão responder às requisições dos usuários. Em breve vamos publicar um post te explicando em mais detalhes como funciona o desenvolvimento back-end.

Que tipo de emprego um profissional que trabalha com front-end pode ter?

Agora você já entende melhor o que é front-end. E quanto a empregos nesta área... O que existe por aí? Um desenvolvedor front-end pode trabalhar em qualquer empresa que tenha um sistema, ou desenvolva sistemas. Desde um simples aplicativo de calculadora para celulares até um sistema gigante e complexo como o de uma rede social. Onde há software há pesquisa e desenvolvimento contínuos, e com o ritmo de informações e novidades que surgem a cada dia, emprego não vai faltar para quem estiver bem preparado! Há milhares (de verdade!) de oportunidades de emprego em desenvolvimento de software. Saca só este número: nos EUA, daqui a uns 5-6 anos, vai haver 1 milhão de vagas ligadas a programação não preenchidas por falta de profissionais. O nosso Brasil deve perder mais de 100 bilhões de reais (uau!) até 2020 por falta de profissionais de TI e investimento em infraestrutura.

Saca só: estamos 'cozinhando' um novo curso online de desenvolvimento front-end. Se você quiser ser informado(a) assim que a gente tiver novidades sobre o curso, basta deixar seu email aqui


* Pedro Marins (@pedromarins), autor do post, é  desenvolvedor front-end do site de crowdfunding Catarse. Organizador de eventos, é apaixonado por startups e viagens. 

Comentários